Ademir Mariano da Silva - Sementeira Santa Amélia

DICAS AGROECOLÓGICAS

Enxertia em citrus - Borbulhia de T invertido - Série: Propagação de fruteiras

Na borbulhia, a prática da enxertia consiste em se destacar uma gema vegetativa ou borbulha da matriz (planta-mãe) nobre que se quer propagar, e introduzi-la em muda de variedade rústica da mesma espécie ou de espécie aproximada na classificação botânica que se formou para porta-enxerto. Se a prática for bem sucedida, em pouco tempo (aproximadamente seis meses, variando de acordo com a espécie) tem-se uma planta de qualidade superior a ser cultivada.
Em citros o caule do cavalo - geralmente espécies cítricas rústicas, resistentes e tolerantes à enfermidades e cujas espécies mais usadas são limão Cravo, Poncirus trifoliata, limão Volkameriano, limão Rugoso da Flórida, tangerina Cleópatra - deve ter, quando apto à enxertia, a espessura de um lápis, a uns 20 cm acima do coleto, porte que é alcançado em mudas com 6-12 meses de idade. Com o cavalo nesta condição, verificar se está “soltando casca”.
Assista ao vídeo em: https://www.youtube.com/watch?v=7b994KRxJHM

Outras Notícias

EM SINTONIA COM A NATUREZA

No Programa de hoje, a professora Sônia Lucena, Nutricionista e membro da ABRASCO - Associação Brasileira de Saúde Co...

EM SINTONIA COM A NATUREZA

No Programa de hoje, o professor Jorge Tavares, Engenheiro Agrônomo e doutor em Agroecologia, fala sobre a importânci...