Dr. André Pimentel e Allana Menezes

NOVAS TECNOLOGIAS NA APICULTURA E MELIPONICULTURA

Assim como os povos indígenas, as abelhas melíponas – espécies nativas desprovidas de ferrão, já residiam no Brasil antes mesmo de 1.500, quando as caravelas portuguesas aportaram no litoral do que é, hoje, o estado da Bahia. Contudo, mesmo com moradia pra lá de centenária em solo tupiniquim, a meliponicultura é uma atividade pouco conhecida pela maioria dos brasileiros visto que a maior parte da produção de mel advém das abelhas Apis melliferas ou africanizadas, um cruzamento das abelhas Apis, da Europa e da África.

O mundo está se tornando mais global e interconectado todos os dias. Instituições como as corporações multinacionais, processos sociais como movimentos sociais e políticos e fluxos ambientais como as mudanças climáticas e o destino da humanidade estão cada vez mais interligados.

Muitos apicultores e meliponicultores já experimentaram inúmeras vezes o quão árduo é acompanhar devidamente as colônias de abelhas nas suas criações ao longo do ano. Abrir colmeia após colmeia debaixo de um sol abrasador enfiado num fato quase hermético faz do maneio apícola uma tarefa mutíssimo extenuante. No outro extremo do calendário, nos dias frios, ventosos e chuvosos o acompanhamento das colônias para avaliar a necessidade de as suprir com alimentação suplementar, entre outras tarefas, acresce a exigência de o criador estar presente quando as suas abelhas mais precisam dele, nos dias de tempo feio.

Ao longo das últimas décadas tem-se assistido ao surgimento de novas máquinas e tecnologias que reduziram o esforço e aumentaram a rapidez das tarefas efetuadas nas salas de extração. Muitos equipamentos surgiram neste domínio. Já no campo, tirando os veículos para transporte de material e transumância, tudo se mantém muito semelhante ao que era há 100 anos atrás.

Assim, modelos de colmeias, material a ser utilizado, aplicativos de celulares, gerenciamento, condicionamento de produtos apícolas e melíponas, geração de conhecimento, assim como outras tecnologias estão em constante evolução cabendo a cada criador desenvolver e aperfeiçoar conforme o seu local de trabalho e de criação.


Outras Notícias

RÁDIO WEB ENTREVISTA

A radialista Allana Menezes entrevista a cantora Raíssa Auanne e o cantor e compositor Will Marques, integrantes do p...

DICAS AGROECOLÓGICAS

O Programa vai ao ar todos os dias à 1h, com reprise às 13h, na Rádio Web Agroecologia. No vídeo de hoje, o professo...