PELA VIDA DO PLANETA ÁGUA

Ainda estamos mergulhados em mistério, mas sabemos que a Terra passou a ser viva e fonte de vida quando se formaram as primeiras moléculas de água. Por isso, quando o artista canta que a Terra é planeta água, não está apenas se referindo às belas imagens geradas a partir do espaço, em que se vê o planeta como um corpo azul andando no espaço. É azul por ter umidade e gazes na pequena camada que o envolve, a atmosfera. É azul por ser água. E por ser a água fonte de vida, precisamos reconhecer que ela própria é ser vivo.

O que aconteceu com o ser humano para que, num determinado tempo de sua história, tenha chegado a defender que algumas pessoas, só por terem riqueza concentrada, teriam direito de se apropriar da água, e de vendê-la como uma mercadoria qualquer? Essas leis só podem ter sido aprovadas e mantidas por quem é rico e por legisladores que defendem seus interesses. São leis que ferem de morte o planeta Terra e todos os seres vivos, não só os humanos. E algo criminosamente parecido tem acontecido na aprovação de leis sobre o esquisito direito de ser proprietário de terra, de minérios, isto é: de bens que a Terra criou e doou gratuitamente a todos os seres vivos e são indispensáveis para que a vida continue, para que a vida da Terra se renove e continue sendo fonte e mãe generosa de todas as formas de vida.

No Fórum Alternativo Mundial da Água foi celebrado um Ato Inter-religioso. Nele, todas as religiões presentes afirmaram sua fé comum de que Deus, reconhecido com nomes diferentes, está presente na origem da água, na origem da vida. E que, por isso, a água, por ser viva e fonte de vida, é sagrada. E como a vida é o valor primeiro, absoluto, ninguém pode apropriar-se da água e usá-la em benefício próprio, tornando-a fonte de enriquecimento e de um poder terrível de vida ou morte, pois condena à morte os seres que ficam sem água e as pessoas que não têm como pagar o preço imposto.

A água é sagrada, e só as pessoas e povos que se relacionam com ela reconhecendo essa dimensão são abençoadas por ela e por Deus. Quem é escravo do capital e luta para usar a água como mercadoria só pode ter espiritualidade demoníaca. Que Deus nos livre dessa tentação e nos conduza pelo caminho da convivência com ele através do cuidado amoroso da água!

Ivo Poletto, do Fórum MCJS

Outras Notícias

Assim é a ‘sopa de plástico’ que asfixia o mundo

Plastiglomerado. Esse é o nome oficial de um novo mineral que não existia antes na natureza, mas agora se tornou freq...

Justiça suspende reintegração de posse de área ocupada por indígenas no norte da Bahia

Justiça Federal revogou a decisão que determinou a reintegração de posse de um terreno localizado às margens do Rio S...